Calculadora do Polysulphate

Use a tabela abaixo para definir suas necessidades, e quanto de potássio, magnésio e cálcio sua aplicação irá fornecer.

Cultivos Risco de
deficiência
Taxa aconselhados (kg/ha) Outros nutrientes aplicada (kg/ha) Observação*
    SO3 S Polysulphate K2O K MgO Mg CaO Ca  
Cereais mais alto 50 20 100 14 11.7 6 3.6 17 12.2 Aplicar no início da primavera, antes do início do crescimento do vegetativo.
  mais baixo 25 10 50 7.5 6.2 3 1.8 8.5 6.1
Colza mais alto 75 30 150 21 17.4 9 5.4 25.5 18.4 Aplicar no início da primavera. Cultivos de primavera podem ser menos suscetíveis à deficiência.
mais baixo 50 20 100 14 11.6 6 3.6 17 12.2
Ervilhas (secas e
frescas)
25 10 50 7.5 6.2 3 1.8 8.5 6.1 Aplicar onde o solo é arenoso, superficialou de textura média, e que contém pouca matéria orgânica.
Couve de Bruxelas,
repolho, couve-flor,
brócolis
50 20 100 14 11.6 6 3.6 17 12.2 Aplicar onde o teor de enxofre dos solos é baixo. Por exemplo, em solos leves após Invernos úmidos, onde não há nenhum histórico de aplicação de adubos orgânicos.
Pastagens 40 16 80 11.2 9.3 4.8 2.9 13.6 9.8 Aplicar no início da estação, antes de cada corte. Pode não ser necessário antes do primeiro corte em solos médios/pesados.

 

* De forma geral, as aplicações devem ser feitas onde haja uma deficiência claramente reconhecida ou em casos onde deficiências são esperadas. Isto pode ser avaliado através de uma análise do tecido, observação das culturas, ou em uma área de alto risco. Consulte as recomendações oficiais para mais detalhes.